quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Espelho da alma II (versão inteira)

Gosto do que vejo em mim ao te olhar
E o jeito que você consegue me mostrar

Inteira

Não mais um pedaço do que eu era
Me reconheço naquilo que se reflete

Diferente

Beleza transformada pelo ato de se ver
Alma despertada para continuar a percorrer

Sincera

O que antes estava oculto aos olhos da mente
Se desfaz ao reconhecer a verdade que se revela

5 comentários:

Henrique Miné disse...

entendo muito bem o que você quer dizer, deus queira, se ele for de querer essas coisas, que um dia eu tenha um vislumbre desse, tbm.

que coisa mais linda, de verdade, essa que você escreveu, nos descobrirmos no outro, nos completarmos... Ainda mais com esse teu jeito de fazer poema, tão único e delicioso de ler.

venho gostando cada vez mais daqui, viu!

beeeijo!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Alma despertada pra continuar a percorrer

Sincera

...................

gostei desta parte.


Coloquei, no post, o vídeo de que vc falou.

NDORETTO disse...


Inteira!!! Lindo!!!! Inteirar-se na outra parte. Ai, que show!

Henrique Miné disse...

unico problema é num tenho msn, Larissa ):

e porra, conhaque é legal pra caraamba!

Pri Dotta disse...

Adorei a escrita! Nada como olhar dentro de nós. (: Ótimo blog, parabéns!

Licença Creative Commons
Blog de Larissa Bello é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.