segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

O som da dor padronizada

O som que mobiliza à estática exposta
O ar que comprime à respiração que sufoca
A dor que alivia à sanidade imposta
A crença que mutila à verdade que aflora


Mira Ira by Karina Buhr on Grooveshark  

"Tá tudo padronizado, no nosso coração.
Nosso jeito de amar, pelo jeito, não é nosso não"

9 comentários:

Fábio Murilo disse...

É mesmo, tá tudo padronizado. Gosto de mandar flores, fazer festa fora de época, dar presentes qualquer dia da semana, surpreender, não me prender aos padrões impostos, as regras do como se deve ser.

Marcos Satoru Kawanami disse...

Larissa,

Melô, maneira. Gostei do arranjo.

=)
Marcos

Vanessa Santos disse...

Muito legal!
Me faz uma visita?
http://mardeletras2010.blogspot.com.br/2014/01/abbey-road.html

Anna Flávia disse...

Gosto muito das músicas da Karina Buhr. E 'Mira Ira' é uma das minhas preferidas.


Beijo

Dani disse...

Como diz Marx "a religião é o ópio do povo", muitas pessoas seguem cegamente sem nunca questionar...
E todos os dias me pergunto como fugir desses padrões impostos pela sociedade.

Hellen Hosseini disse...

'' A dor que alivia à sanidade imposta
A crença que mutila à verdade que aflora''

Estou fazendo de conta que escrevi isso.

<3

Jorge Leandro Carneiro disse...

Sintético e reativo como uma pílula de poesia concentrada.

Antônio LaCarne disse...

larissa, como é uma maravilha vir aqui e ler esses poemas incríveis.

Mateus disse...

Até o amor, padronizado...

Quem só sabe amar como na cartilha, não sabe de todo...

bjos

Licença Creative Commons
Blog de Larissa Bello é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.