terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Um convite a imersão



Azul é a cor mais quente (La Vie D'Adèle, 2013) é um convite a uma profunda imersão aos sentimentos mais intensos do ser humano: paixão, amor e dor.

10 comentários:

Laura Santos disse...

Já tinha ouvido falar deste filme, que parece ser muito interessante, mas ainda não tive oportunidade de ver, como tal não posso dizer muito...
xx

Gabi P. Deutner disse...

Oooooi! tudo bem?

Amei o blog! estou seguindo ^^

Adorei a postagem!

E uma frase de presente pra vc:

''Não é bom dar o meu coração e minha alma
Porque você já tem isso.
Então, eu te trouxe um espelho.
Olhe para si mesmo e lembre-se de mim.''

Rumi

Grande beijo! se cuida ;*

www.gabs-13.blogspot.com

Dani disse...

Assisti ao filme, não li a HQ, mas uma amiga me disse o que eles cortaram da HQ na hora de fazer o filme. Achei que ficou meio vago a parte em que já mostra as duas morando juntas, não colocaram a cena em que a Adèle fala com os pais sobre sua sexualidade, seria legal se tivessem colocado. E o final da HQ é bem mais legal. Mas okay, entendo que são artes diferentes, não dá para passar tudo para as telas do cinema, no mais posso dizer que é um bom filme.

Beijos

Antônio LaCarne disse...

preciso ver esse filme urgentemente. todo mundo comenta da melhor forma possível. que maravilha que vc gostou! :)

AC disse...

Larissa,
O ser humano naufraga em permanente descoberta, (quase) sempre longe de se aproximar das praias da paixão, do amor e da dor.
Fatalismos? Não, quando se navega com o lastro da esperança.

Beijo :)

aline disse...

nossa, quero MUITO ver esse filme!

Gabi P. Deutner disse...

Obrigada pela visita ao meu blog!
volte sempre! ;)

grande beijo

Gabi

www.gabs-13.blogspot.com

Bandys disse...

Quero ver!

Desejo que você tenha um ótimo Natal, cheio de alegrias, harmonia e tudo que a nossa Caixinha de sonhos nos faz acreditar. Que esse Novo Ano que se aproxima seja uma porta aberta para novos sonhos, renovações de fé e muita Paz para o nosso mundo.

beijos

Gyzelle Góes disse...

Esse filme é incrível, doloroso e suave. Valeu muito à pena, não é apenas um tema de ''conhecimento do corpo'' é algo bem mais profundo para quem o sentir. Gostei do seu blog

Anna Flávia disse...

Vi e veria novamente. Gostei muito.

Beijo

Licença Creative Commons
Blog de Larissa Bello é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.