sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Mecanismo de movimento

São dois movimentos:
Um quer girar pra fora
Outro quer girar pra dentro

Extremamente diferentes
Completamente simultâneos

Ambos querem explorar para ser explorado
Desengessar para não ser engessado
Correrem fluidos para ser libertado

Dores, amores, que remoem,
Percorrem e corroem

Um instante de espera que insiste
Ciente de que um dia ele desiste

A constância do inconstante
Cicatriza e concretiza a certeza do tempo

Que penetra e pulveriza um mecanismo
Congruente e congênito que aciona uma energia
Tanto de aproximação quanto de afastamento

Um comentário:

Mariana Bennemann disse...

tenho sérios problemas em interpretar poesia =S

Licença Creative Commons
Blog de Larissa Bello é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.